segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Natal



  Natal, época de festas, reunir a família, cear, ganhar presentes e mais importante: o nascimento do daquele heroi que eu falei no outro texto que fala de super herois... Antes de começar, queria deixar claro que não sou um ignorante que não sabe que o natal pra algumas pessoas não passa de mais um dia de sofrimento e fome. Eu sei que isso ainda existe e poderia descrever o natal como sendo apenas um market comercial para aumentar as vendas no mercado e criticar a atitude das pessoas e dizer que ao invés de gastarem com futilidades natalinas, poderiam ajudar quem não tem comida. Ainda também poderia criticar as pessoas que ajudam outras apenas no natal, dizendo que elas se esquecem que essas pessoas ajudadas passam fome não só no dia de natal, mas o ano inteiro, então porque ajudá-las só no natal? Simples, market comercial.
  Mas não vou falar disso, pois seria um puta hipocrisia da minha parte porque não conheço o natal dessa forma.
O natal que eu conheço é simplesmente a melhor época de todos os anos. Não me lembro de um único natal que passei que não tenha tido um ótimo clima de chuva fresca, a família reunida, muita alegria e fartura na mesa. No natal agente tem aquela sensação boa de que ta tudo bem, meio difícil de descrever,um dia vou pedir ajuda à um poeta para descrever a sensação de natal. Simplesmente é natal e eu gosto dele. Aproveitem.

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Bullying

Lá estava o pequeno, olhando para o relógio com certa angústia. Pois aquele inofensivo objeto mostrava que a hora chegava, a hora de retornar para aquela construção demoníaca, responsável por aqueles pesadelos e calafrios que saiam da ponta do pé e subiam gelidamente até o topo de sua coluna. Alguns chamavam aquilo de escola, lugar de encontrar os coleguinhas e aprender alguma coisa. Para o pequeno aquilo lá era como o menor circulo do inferno dantesco, lugar de sofrimento intenso. A unica semelhança com os outros era que lá também aprendia alguma coisa, aprendia sobre a maldade humana, sadismo, sofrimento...
Chegando lá seu demônio particular, ou melhor, seu coleguinha estava esperando para punir o pecados por dos os pecados que ainda não cometeu por uma vida inteira. Sofrimento, sofrimento, sofrimento... Era só essa palavra que vinha à cabeça do pequeno, até que uma luz angelical vinha o salvar. Para ele era como uma sinfonia de anjos tocando suas harpas harmoniosamente, um som capaz de aliviar sua dor por certo momento. Para os outros, era apenas o sinal que indicava a hora de ir pra casa. Pronto agora poderia ficar na segurança de casa.
O problema meu caro, é que no dia seguinte tudo se repetia num ciclo sem fim.



para a colega que deu a ideia do texto, elzie.

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Confissões de um EMO



A modinha deles já passou, a maioria se matou e, os poucos que restaram, se juntaram e formaram uma banda chamada 'Restart' ( a qual está conseguindo, através de roupas coloridas, reunir um grande número de seguidores).
Eis um relato antigo de um deles. João.

[O Teatro Mágico em Palavras] - Menino-Varrido

domingo, 12 de dezembro de 2010

Veja o link crie sua própria opinião

Atualmente, você deve estar vendo na mídia muitas notícias falando sobre uma nova organização que anda divulgando documentos secretos: WikiLeaks. Mas uma coisa curiosa é que ninguém fala sobre os crimes de guerra e barbaridades presentes nos documentos, a mídia só anda questionando a atitude da organização em divulgar tais documentos. Será que tem alguma interferência governamental nessa apatia da mídia? Vai saber --'

Aqui segue um link com uma entrevista ao fundador do WikiLeaks: http://ponto.outraspalavras.net/2010/12/08/entrevista-com-assenge-fundador-do-wikileaks/

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Poema tosco para as férias

Férias, palavra linda de se ouvir,
Simplesmente, férias
é tempo que passa pra gente se divertir, comer e dormir
férias, simplesmente férias.

Só de ouvir essa palavra,
já vêm várias lembranças de suas outra férias.
Férias, Férias, Férias
simplesmente...- pausa-     FÉRIAS!


terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Ser ou não ser? sem opção.

 O pobre coitado não sabia sua verdadeira função na sociedade. Já começava a se preocupar, pois já era quase homem feito e não tinha um trabalho, muito menos um talento evidente. Começava a se perguntar o porquê de estar ali, se tudo o que fazia, ou estava errado, ou alguém fazia melhor. Sem contar os desastres sutis como quebrar portarretratos ou copos 'especiais'. Talvez seu lugar não fosse na cidade, mundo de homens rudes e maus; talvez sua inocência  e ingenuidade não o qualificava para viver em tal local de extremos. Talvez, pensava ele, seu lugar fosse em uma casinha no mato, com uma vidinha mansa e tranquila, onde não teria que compartilhar da maldade dos homens da cidade, apenas aprenderia com a sabedoria da natureza, e claro com algum amor junto a ele.Opa ai está outro problema, nunca achara quem o amasse como ele a amava. Outra opção era a de que não fosse homem, pois suas semelhanças eram apenas físicas e não tinha a maldade humana em seu coração. Um anjo talvez? Não, ele também não era tão bom assim. Era, talvez um ser diferente, capaz de amar intensamente com a mesma facilidade de quem toma um copo d'água e que ainda não encontra outro de sua espécie, para que pudessem amar juntos.
  Faltava-lhe uma motivação. Pensara até em deixar uma carta para seus poucos amigos, deixando-lhes tudo que tinha e ir para onde a vida o levar, porém, pelo fato de sua embriagante ingenuidade, não conseguiria sair dali sem sentir remorso por deixar sua família, a mesma família responsável por seus curtos momentos de alegria passageira, mas que valiam à pena. Deconfiava de um complô universal, pura bobeira, consequência de sua inocencia perante os fatos frios daquela sociedade auto-destrutiva.
O grande fato é que esperava algo da vida, não queria apenas passar por ela e sim vivê-la com tamanha intensidade que seria o mais feliz do mundo, mas não teria isso pois vivia em uma cidade de homens rudes e corruptos. Restava-lhe esperar. Esperar aquele momento exato, mesclado com a motivação perfeita para mudar todo o mundo de uma só vez, nem que pra isso fosse preciso ele fizesse o mais inesperado que era... algo superior à nossas mentes mortais.

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Meninos lobo, neonazistas judeus e um açougueiro

Você, a única pessoa que provavelmente lê esse blog, lembra daquela estória de um menino criado com lobos, cresce achando que é um lobo e quando cresce descobre que, na verdade, sua espécie está no cardápio de presas dos seu amados lobos?
Aconteceu algo perecido com um casal de poloneses neonazista. Após uma vida de atribuições e adorações nazista, de se juntar ao 'movimento', a fêmea descobre que vieram de uma família de judeus. Eis uma ironia, judeus que eram neonazistas. Hoje a fêmea do casal trabalha na cozinha de uma sinagoga e o macho estuda para ser um açougueiro kosher, uma forma tradicional de abater animais para o consumo.


quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Super-herói, experiência e scripts.

Meu Super-herói é pouco convencional. Não tem fantasia e nem usa capa ou botas, mas vende bonequinhos pelo mundo todo e tem um livro com estórias dele. Veio de um reino um tanto distante, o qual poucos tem acesso. Documentos provam que o reino dele deu origem ao nosso planeta. Os mesmos documentos mostram que esse super-herói, vendo que nosso planeta estava com problemas, se fez humano para vim ver o que estava acontecendo. Ele quis experimentar todos os sentimentos humanos, sofreu na sua nova pele humana as piores escórias do mundo, sentiu fome e sede, viveu entre os pobres, experimentou o amor de mãe, a amizade, raiva, todos sentimentos humanos. Ele foi tão fodão que fez coisas que o povo da época chamava de milagre, coisa de outro mundo, mas que para ele era algo normal, simplesmente fazia o que era necessário para ajudar, derrotava todos os vilões. Uma coisa acho que ele não fez, não vi nenhuma história em que ele errou ou pecou na sua jornada aqui em nosso planeta, todos movimentos friamente calculados.
Esse cara foi tão foda que venceu o maior super-vilão já conhecido. Ele partiu para a batalha, e 3 dias depois (como dizia no seu script) ele voltou gloriosamente. E eu amo esse super-herói, porque ele morreu pra manter nosso planeta a salvo. Que nem quando o Goku fez a gueikidama (não sei escreve esse porder asuashaushaus), só que a diferença é que o cara que eu to falano existiu mesmo.
Alguns dizem que ele se foi, e só o encontrará aqueles que forem 'dignos'. Outros dizem que ele vem à Terra de tempos em tempos o observa as pessoas, por ter um grande apreço por elas. Sabe-se que ele vai voltar ( está no script também), só resta saber quem estará aqui para ver o maior super-herói de todos no nosso mero planeta e ao invés de vê-lo num filme, fazer parte do'filme'.

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Piadas sem graça, crises de riso e bacons falantes.

'Dois bacons estavam numa frigideira, quando um deles virou e disse:
- Hey, está quente aqui, não?
O outro, numa reação de puro medo e pavor, gritou desesperadamente: - SOCORRO, UM BACON FALANTE!!!'
  Com certeza você leu essa piada e pensou: que droga, pq eu perdi meu tempo lendo isso?
Mas com mais certeza ainda, quando você estiver naqueles momentos de ' crise de riso', vai se lembrar dessa piada, rir muito dela e seu amigo vai ter o mesmo pensamento que você teve quando a leu pela primeira vez. Mais tarde seu amigo vai contar essa piada, e todo o ciclo se repetirá numa reação em cadeia. Acredite, sempre aconteceu, sempre vai acontecer, caso contrário como você acha que a piada do pintinho sem cú que explodiu teria se propagado? Não só com essa, mas com todas as outras 'piadas sem graça'.
  Por isso acredite que, um dia ou outro a piada que outrora você julgou ruim, vai ser a que vai mais fazer você rir. ;D
Eis outra das 'boas':
'O bêbedo estava cambaleando pelas trilhas tortas de um cemitério no auge de seu embriagues, quando viu uma pessoa vestida de preto. Não teve dúvidas, acertou a pobre freira pelas costas e disse todo orgulhoso e bêbado:
- Te peguei... BATMAN!'

(como eu disse, pode não parecer boa agora...mas um dia vai ser a melhor piada que você vai ter para contar)

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Consumistas, corruptos e pernilongos

As palavras a seguir( dos dois pontos até o ponto final) expressam o valor de pessoas consumistas, as quais não sabem nem o que compram, o porquê de comprar e simplesmente comprar porque está abaixo do preço convencional; corruptos que, como não bastasse apenas desviar verbas para suas contas medíocres a fim de consumir futilidades, interveem na sociedade tentando manipulá-la do jeito mais baixo: cortando a escolaridade da massa, sim pois é mais fácil controlar uma população burra do que uma que possa contestar algumas ações; e por fim os malditos pernilongos que escolhem as noites quentes de domingo para zumbir no ouvido da gente:"  
                                                                                                                           
 UM GRANDE VAZIO


                                                                                            ."


E ai, fez algum sentido? Não? Pois é.

O flagra da empregada


Cuidado diaristas, seus dias de passeios radicais estão contados. 
video

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Notícias antigas e esquecidas.

Bom, parece que essa notícia saiu em 1993 (mesmo assim, ainda é bem interessante). São alguns podres que Pedro Collor, irmão de Fernando Collor, contou à uma revista sobre o irmão.
- Eis os tópicos mais 'batutas':

"• Fernando Collor pretendia separar-se de Rosane durante a crise conjugal de agosto de 1991. Desistiu porque a primeira-dama ameaçou desmascará-lo numa entrevista coletiva, contando que ela colocava supositórios de cocaína no presidente.
• A primeira-dama teve dois romances extraconjugais durante a passagem de seu marido pela Presidência. Grávida de um de seus amantes, Rosane teria feito um aborto.
• Collor é um marido violento. Em seu primeiro casamento, com a socialite Lilibeth Monteiro de Carvalho, chegou a espancá-la com tamanha fúria que a mulher foi obrigada a chamar um médico, pois ficara surda. Noutra ocasião, para escapar de uma surra, Rosane fugiu de casa. 
• O ex-presidente teve um relacionamento homossexual com o empresário e deputado Paulo Octávio, do PRN de Brasília.

• No porão da Casa da Dinda, Collor e Rosane praticavam rituais de magia negra. Espetavam com agulhas bonecos representando seus adversários"

Fica ai o texto de hoje, e espero que seja um incentivo para que vocês pesquisem mais sobre a vida dos políticos que atuam no poder do Brasil e que comecem a pensar que só porque algo fala sobre política, não quer dizer, necessariamente, seja algo chato e sem graça, ora bolas.
Link da reportagem completa: http://veja.abril.com.br/arquivo_veja/capa_17031993.shtml

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Por que fazer um blog bacana pra dedel?

Meu objetivo de fazer essa joça é simplesmente de compartilhar algumas informações que acho por ai na Internet. Com certeza vcs não vão encontrar textos gigantes aqui, pq vcs não teriam paciência de ler e eu , muitos menos de escrever tais textos. E provavelmente se vc está lendo isso, vc deve ser a única pessoa, pois sempre q faço esse tipo de coisa na rede, nunca da audiência UASHAUSHUASHSUH.
Voltando ao asssunto dos textos, vão dos mais diferentes assuntos, vão ter críticas, comentários, coisas à toa, etc. Agora, vamos todos levantar a bunda da cadeira e fazer algo melhor dessa vida pasageira ;D.
beijocas.